Como enviar baterias

 

Riscos específicos associados ao transporte de baterias: baterias servem como fonte de energia para computadores, celulares, automóveis e equipamentos para manutenção da vida. No entanto, elas são classificadas como carga perigosa porque, por definição, geram eletricidade por meio de uma reação química. Quando manuseadas, embaladas ou armazenadas de maneira incorreta, baterias correm o risco de emitir produtos químicos corrosivos ou gerar incêndios elétricos. Ao embalar e transportar baterias, a prioridade é a segurança. A seguir, apresentamos uma visão geral das exigências para aceitação e transporte de baterias no sistema FedEx Express.

Na FedEx Express, compreendemos a importância de garantir o transporte seguro das suas remessas. Remessas com baterias carregadas ou com itens que incluam baterias carregadas podem superaquecer e pegar fogo em determinadas condições e, uma vez inflamadas, são difíceis de apagar.

Siga estas orientações e cumpra todas as leis locais, estaduais e federais relativas a embalagem, marcação e etiquetagem. Assim, você ajuda a garantir que suas remessas cheguem ao destino final dentro do prazo e de maneira segura. Nós seguimos todas as normas da Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA) e da Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO).

Etapas do envio de baterias úmidas

embalagem de baterias úmidas

ícone de alerta

1. Identifique sua bateria úmida

Baterias úmidas ou baterias de célula úmida costumam conter ácido corrosivo ou álcalis e constituem remessas regulamentadas de bateria (Classe 8 — Corrosivo). Baterias úmidas são comuns em veículos, sistemas de energia, sistemas de alimentação ininterrupta e maquinário industrial. Essas mercadorias precisam ser corretamente identificadas, classificadas, embaladas, marcadas e etiquetadas. Além disso, o pacote precisa incluir a Declaração do Remetente para Carga Perigosa preenchida e assinada por um expedidor profissional.

  • ONU 2794, baterias, úmidas, contendo ácido (armazenamento elétrico)
  • ONU 2795, baterias, úmidas, contendo álcalis (armazenamento elétrico)
  • ONU 2800, baterias, úmidas, à prova de respingos (armazenamento elétrico)

ícone de pacote

2. Coloque a bateria em uma caixa à prova de vazamento

  • Coloque as baterias de célula úmida em invólucros, incluindo invólucros de metal, com acabamento à prova de vazamento de ácido/álcalis e lacrado para evitar vazamentos.
  • Feche as baterias corretamente com as aberturas e saídas de ventilação viradas para cima, para evitar curto-circuitos ou superaquecimento.
  • Caso haja várias baterias, posicione-as lado a lado, separadas por divisórias não condutoras.
  • Coloque o conteúdo em um invólucro externo resistente.
bateria úmida antivazamento

Em conformidade com as normas 49 CFR 173.159, USG-11 e IATA (USG-11), uma bateria úmida à prova de respingos de armazenamento elétrico pode ser considerada isenta das normas caso a bateria e sua embalagem externa sejam claramente identificadas como “À PROVA DE RESPINGOS” ou “BATERIA À PROVA DE RESPINGOS”. A bateria também precisa atender às condições para isenção das normas prescritas na provisão especial A67, o que significa que a declaração do expedidor não é necessária.


ícone de caixa fechada

3. Lacre e etiquete o pacote

Instruções para lacrar e etiquetar pacotes

Use o método H para aplicar pelo menos três camadas de fita adesiva plástica sensível à pressão, com largura de no mínimo 5 cm na parte superior e inferior da caixa. Use fita adesiva em todas as dobras e bordas. Coloque a etiqueta de envio no lado maior. Verifique se todas as marcações, etiquetas e documentações estão visíveis.


  • A FedEx Express não aceita nem transporta baterias recolhidas ou defeituosa, sejam como unidades individuais ou como parte de um equipamento. 
  • Baterias residuais ou baterias voltadas para reciclagem ou descarte. (Consulte as provisões especiais A154, A183 e FX-04 (e) da IATA para saber mais detalhes sobre essas restrições.)
  • As localidades FedEx Authorized ShipCenter®, FedEx OnSite e FedEx ShipSite® não aceitam carga perigosa.

Etapas do envio de baterias secas


ícone de lupa

1. Identifique sua bateria seca

Baterias secas são baterias lacradas e sem ventilação usadas em lanternas ou equipamentos pequenos. Elas contêm sais de zinco e outros sólidos ou podem ser embaladas em conjunto de outros metais. Essas baterias incluem baterias alcalinas não recarregáveis e baterias recarregáveis de NiMh (níquel-hidreto metálico) e NiCd (níquel-cádmio). Algumas baterias secas constituem remessas regulamentadas de bateria (Classe 4 — Perigoso quando úmido ou Classe 8 — Corrosivo) e precisam ser corretamente identificadas, classificadas, embaladas, marcadas e etiquetadas.

  • ONU 3028, baterias, secas, contendo hidróxido de potássio, sólido (armazenamento elétrico)
  • ONU 3292, baterias, contendo sódio

ícone de caixa aberta

2. Coloque a bateria em uma caixa

embalagem de baterias
  • Caso haja várias baterias ou pacotes de baterias, posicione-as lado a lado, separadas por divisórias.
  • Certifique-se de que as baterias inseridas em um dispositivo eletrônico permanecerão dentro dele durante o transporte.
  • Embale de maneira segura e preencha os espaços vazios para evitar movimentações durante o transporte.
  • Coloque o conteúdo em um invólucro externo resistente.

ícone de caixa fechada

3. Lacre e etiquete o pacote

Instruções para lacrar e etiquetar pacotes

Use o método H para aplicar pelo menos três camadas de fita adesiva plástica sensível à pressão, com largura de no mínimo 5 cm na parte superior e inferior da caixa. Use fita adesiva em todas as dobras e bordas. Coloque a etiqueta de envio no lado maior. Verifique se todas as marcações, etiquetas e documentações estão visíveis.


  • A FedEx Express não aceita nem transporta baterias recolhidas ou defeituosa, sejam como unidades individuais ou como parte de um equipamento. 
  • Baterias residuais ou baterias voltadas para reciclagem ou descarte. (Consulte as provisões especiais A154, A183 e FX-04 (e) da IATA para saber mais detalhes sobre essas restrições.)
  • As localidades FedEx Authorized ShipCenter®, FedEx OnSite e FedEx ShipSite® não aceitam carga perigosa.

Orientações e restrições para baterias de lítio

diagrama de embalagem de baterias de lítio

ícone de lista de verificação

Baterias de lítio normalmente são usadas em dispositivos como celulares, laptops, assistentes pessoais digitais, relógios e até mesmo brinquedos para crianças. Remessas de baterias de lítio ou com itens que incluam baterias carregadas podem superaquecer e pegar fogo em determinadas condições e, uma vez inflamadas, são difíceis de serem apagadas. Os dois tipos principais de baterias de lítio são: lítio-metal (primário não recarregável) e lítio-íon (recarregável).

  • ONU 3480, baterias de lítio-íon
  • ONU 3481, baterias de lítio-íon embaladas com equipamento
  • ONU 3481, baterias de lítio-íon contidas em equipamento
  • ONU 3090, baterias de lítio-metal
  • ONU 3091, baterias de lítio-metal embaladas com equipamento
  • ONU 3091, baterias de lítio-metal contidas em equipamento

A etiqueta de bateria de lítio Classe 9 (Figura 7.3.X da IATA) é obrigatória para todas as remessas da Seção I, IA e IB. Observação: não é permitido nenhum texto na parte inferior da etiqueta exceto o número “9”. Veículos movidos a lítio (como Airwheel®, Solowheel®, Hoverboard®, Segway® mini e hoverboards) não podem ser classificados como ONU 3481. A IATA oferece o documento Veículos de pequeno porte movidos a baterias de lítio – Provisões de carga, que conclui que a classificação correta desses veículos de pequeno porte é ONU 3171, veículos movidos a bateria. Não ha exceção para veículos com baterias de lítio-íon abaixo de 100 Wh.

*Airwheel é marca registrada da Changzhou Airwheel Technology Co., Ltd. Solowheel é marca registrada da Shane Chen. Segway é marca registrada da Segway, Inc.

Algumas das variações de operação da FedEx Express publicadas nas normas IATA atuais são específicas para baterias de lítio: FX-04 (f) e FX-05 (a)–(d).

  • FX-04 (f) – Hoverboards ou veículos autoequilibrados similares só serão aceitos de empresas se estiverem em embalagens novas, originais e lacradas. Não serão aceitas remessas de veículos desse tipo usados ou remontados, sejam de indivíduos, revendedores ou terceiros. 
  • FX-05 (a) – A FedEx Express não aceita ONU 3090 ou ONU 3480 como parte da Seção II.
  • FX-05 (b) – As baterias de lítio-metal ONU 3090 designadas na instrução de embalagem 968 (Seção IA, IB) exigem aprovação prévia. Consulte fedex.com/dangerousgoods; selecione Introdução e Baterias de lítio. 
  • FX-05 (c) – Todas as baterias de lítio (Seção I, IA, IB e II) em todas as instruções de embalagem não podem ser enviadas no mesmo pacote, conforme as seguintes classes/divisões de carga perigosa: 1.4, 2.1, 3, 4.1, 4.2, 4.3, 5.1, 5.2 e 8 e 2.2 com uma etiqueta Somente aeronave de carga. Isso inclui Embalagem única, Excesso de materiais e uma combinação de Embalagem única/ Excesso de materiais. Exceção: se as baterias de lítio estiverem contidas em dispositivos com controle de temperatura e as baterias de lítio constarem na Seção II. O pacote também não pode exigir a marca de bateria de lítio, e o ELB (código de manuseio de DG da FedEx Express referente a baterias de lítio da Seção II) não pode estar selecionado no dispositivo de automação FedEx. 
  • X-05 (d) – Expedidores que queiram enviar registradores de dados que permaneçam ligados durante o voo (exceto SenseAware®) precisam ser pré-aprovados.

Nos Estados Unidos, entre em contato com a linha direta de Carga Perigosa/Materiais Perigosos FedEx no número 1.901.375.6806 ou pelo e-mail dghotline@fedex.com para iniciar o processo de aprovação. Em outros países, entre em contato com o Atendimento ao Cliente.


Remessas de baterias de lítio da Seção II da IATA

Todos os pacotes contendo baterias de lítio são classificadas como Classe 9 Carga perigosa diversa. No entanto, pacotes com pequenas quantidades de lítio podem ser isentos da maioria das exigências da IATA e da ICAO se cumprirem as exigências das instruções de embalagem (PI) 966 e 967 da Seção II da IATA para baterias de lítio-íon e 969 e 970 para baterias de lítio-metal, conforme adequado.

Remessas de baterias de lítio-metal, baterias de lítio-metal embaladas com equipamentos e baterias de lítio-metal contidas em equipamentos podem ser embaladas em conformidade com as exigências de embalagem da Seção II da IATA (Seção II da ICAO), contanto que o conteúdo da célula de metal ou liga não exceda 1 g e o conteúdo agregado de lítio não exceda 2 g por célula.

Células e baterias de lítio-íon que atendam às exigências da Seção II precisam atender às exigências gerais das instruções de embalagem. Para células e lítio-íon ou polímeros, a taxa de watt-hora não é maior do que 20 Wh e 100 Wh por bateria.

Para nomes próprios de envio com a terminação “Embalado com equipamento”, as instruções de embalagem 966 e 969 indicam que o número de células e baterias de cada pacote não pode exceder o número necessário para operar o equipamento mais dois conjuntos sobressalentes. Um “conjunto” de células ou baterias é o número de células ou baterias individuais necessárias para alimentar cada equipamento. Cada um dos nomes próprios de envio definidos na Seção II IATA pode ter exigências adicionais relacionadas aos tipos de embalagem externa aprovados, limites de peso e testes de queda de pacote a 1,2 m.

Quando a marca de bateria de lítio (Figura 7.1.C da IATA) for exigida e usada para a Seção IB e remessas de baterias de lítio permitidas pela Seção II, o(s) número(s) ONU precisa(m) ser incluído(s) na marca. O número ONU indicado na marca deve ter pelo menos 12 mm de altura. Observação: a marca de bateria de lítio não pode ser dobrada ou colocada entre vários lados do pacote.

As Seções IA e IB da ONU 3480, baterias de lítio-íon têm um estado de carga (SoC) máximo de 30% sem aprovação da autoridade competente do estado de origem e do estado do operador. De acordo com a provisão especial A213 da IATA, baterias de lítio em conformidade com a norma 3.9.2.6.1 (f) da IATA que contenham células de lítio-metal primárias e células de lítio-íon recarregáveis precisam ser designadas como ONU 3090 ou ONU 3091, conforme apropriado. Quando oferecido conforme a Seção II, o conteúdo de todas as células de lítio-metal contido na bateria não pode exceder 1,5 g, e a capacidade total de todas as células de lítio-íon contidas na bateria não pode exceder 10 Wh.

Orientações de embalagem de baterias de lítio da Seção II

Para cumprir as exigências de envio da Seção II da IATA, remessas com baterias e células de lítio precisam atender a orientações específicas de embalagem.

  • Verifique se as baterias de lítio estão acondicionadas individualmente em embalagens internas completamente fechadas, como encartes plásticos ou papelão, para proteger cada uma delas.
  • Para evitar curto-circuitos, cubra e proteja as baterias de lítio e evite contato com materiais condutores dentro do pacote.
  • Confirme se a embalagem é comprovada (ou seja, testada) para atender às exigências de cada teste do Manual de testes e critérios da ONU, Parte III, Subseção 38.3.
  • Verifique se as baterias de lítios estão completamente embaladas (por exemplo, dentro de um equipamento ou embrulhadas com plástico e com preenchimento de qualquer espaço vazio para evitar deslocamentos), exceto quando os nomes próprios de envio incluírem a terminação “contido no equipamento”.
  • Coloque o conteúdo em um invólucro externo resistente.
  • Apresente as etiquetas e documentações corretas.

Determinadas instruções de embalagens completamente regulamentadas da Seção IA e da Seção I exigem especificações de embalagem ONU que sigam os padrões de desempenho do Grupo II. Consulte as instruções de embalagem da IATA para saber as exigências de embalagem.


Remessas de baterias de lítio da Seção IA da IATA

Baterias de lítio, tanto baterias de lítio-íon quanto lítio-metal, são cargas perigosas completamente regulamentadas quando preparadas de acordo com as normas da Seção IA da IATA. Essas mercadorias precisam ser corretamente identificadas, classificadas, embaladas, marcadas e etiquetadas. Além disso, o pacote precisa incluir a Declaração do Remetente para Carga Perigosa preenchida e assinada por um expedidor profissional.


Remessas da Seção IB da IATA sobre baterias de lítio individuais

diagrama de embalagem de baterias de lítio

As exigências da Seção IB se aplicam a células de lítio-metal com conteúdo de lítio-metal que não exceda 1 g e baterias de lítio-metal com um conteúdo de lítio-metal que não exceda 2 g, de acordo com a Tabela 968-IB. As exigências da Seção IB se aplicam a células de lítio-íon com 20 Wh e baterias de 100 Wh ou menos, conforme a Tabela 965-IB. É necessário que conste “IB” na declaração do expedidor, após as instruções de embalagem. Consulte a instrução de embalagem para saber todos os detalhes. Todas as remessas IB precisam incluir uma Declaração do Remetente para Carga Perigosa preenchida e assinada por um expedidor treinado, e é necessário que “IB” conste após a instrução de embalagem, seja na seção de instrução da embalagem ou na autorização

Quando a marca de bateria de lítio (Figura 7.1.C da IATA) for exigida e usada para a Seção IB e remessas de baterias de lítio permitidas pela Seção II, o(s) número(s) ONU precisa(m) ser incluído(s) na marca. O número ONU indicado na marca deve ter pelo menos 12 mm de altura.

Observação: a marca de bateria de lítio não pode ser dobrada ou colocada entre vários lados do pacote.

AVISO: estas informações sobre embalagens servem para ajudar clientes FedEx a reduzir prejuízos ou danos resultantes de embalagens inadequadas. Elas NÃO têm a intenção de servir como um guia abrangente sobre como embalar itens de maneira aceitável para transporte. Não oferecemos garantias, sejam expressas ou implícitas, relacionadas a estas informações. A embalagem adequada é de responsabilidade única do remetente. Para mais informações e orientações abrangentes, entre em contato com a linha direta de Carga Perigosa/Materiais Perigosos FedEx no número 1.800.GoFedEx 1.800.463.3339; pressione 81 ou diga “carga perigosa” e pressione 4 para falar com o próximo agente de carga perigosa. (Fora dos Estados Unidos, peça para falar com um representante de carga perigosa.) Consulte o Guia de serviços FedEx para saber os termos, condições e limites aplicáveis dos serviços de entrega FedEx®.