Dicas digitais

Nove dicas de marketing digital

Nove dicas de marketing digital

Conceitos sobre marketing digital que fazem a diferença.

Conceitos sobre marketing digital que fazem a diferença.


poder do marketing digital

Explore o poder do marketing digital para ajudar sua empresa a prosperar

Confira esta lista com as nove ideias de marketing digital mais importantes dos ganhadores do nosso Programa FedEx para Pequenas Empresas, incluindo ideias de marketing em mídias sociais, marketing de conteúdo etc.

O melhor de tudo é que estas dicas de marketing digital são fáceis de serem implementadas e acessíveis para sua empresa.   

1.     Receba feedback por mídias sociais

Susan Buchanan, proprietária da Humdinger Kettle Corn, uma empresa que vende pipocas saborizadas, pede para os usuários enviarem feedback pelas mídias sociais, o que a ajuda no desenvolvimento de novos sabores. As vantagens para a empresa superam a participação dos fãs - ela também adquire dados gratuitos sobre o que seus clientes desejam comprar. Com esse conhecimento, ela consegue desenvolver melhor novas linhas de produtos.

2.     Crie um canal no YouTube

O YouTube permite que quase todo mundo crie uma conta, personalize-a com a identidade da sua empresa e publique vídeos: tudo gratuitamente.

Para uma empresa como a Catullo Prime Meats, o canal no YouTube foi uma opção bastante lógica. Danny Catullo, proprietário e operador deste açougue especializado, usa o canal para oferecer aos clientes receitas, guias de instruções e outras informações úteis e divertidas. Ele criou até vídeos caseiros e teve a sorte de ver seu vídeo com a receita de turducken viralizar e se tornar uma estrela de marketing, o que quintuplicou as vendas em um ano.

3.     Explore o poder da fama

Quando Patrick Whaley, proprietário e fundador da TITIN LLC, idealizadora e varejista de equipamentos para treinamento físico de alta tecnologia, quis aumentar o público das suas mídias sociais, ele fez vídeos com atletas famosos.

Como essas celebridades já tinham uma rede formada de seguidores nas mídias sociais, a TITIN basicamente alavancou a popularidade de marketing das suas mídias sociais e atingiu um enorme aumento nas visualizações da sua página do YouTube.

Com algumas mensagens inteligentes de promoção cruzada, a TITIN conseguiu converter as visualizações do YouTube em visitantes para seu site e um aumento correspondente nas vendas, o que facilmente justificou as despesas com a campanha de marketing digital. 

4.     Trate o conteúdo como rei

Se você está criando um site pela primeira vez, certamente deseja que ele tenha uma boa aparência, funcione bem e seja fácil para os clientes navegarem. No entanto, você não deve se esquecer do marketing de conteúdo.

Basicamente, o marketing de conteúdo significa criar conteúdo para conquistar clientes. Para isso, Danny Catullo aconselha garantir que seu site seja criado de modo fácil para você ou alguém da sua equipe adicionar, excluir e atualizar o conteúdo. A maioria dos sites modernos é desenvolvida com base em um sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS, Content Management System) que, em suma, é uma plataforma de publicação do site.

Se você está pagando para um fornecedor desenvolver o seu site, deixe bem claro desde o início que você terá acesso ao seu CMS e converse sobre a possibilidade de treinamento incluído na cotação do projeto. Se você mesmo está criando o site, considere as alternativas de código-fonte aberto, como o WordPress, que também oferece a vantagem de ser gratuito. 

5.     Crie conteúdo útil

Enquanto ainda falamos de marketing de conteúdo, esta é uma das melhores maneiras de fazer com que seus clientes se identifiquem com seu conteúdo: torne-o relevante.

Pense em quem são seus clientes, que problemas sua empresa poderia ajudá-los a resolver e crie o conteúdo de acordo (tenha cuidado para não simplesmente entregar seus produtos ou serviços de graça, claro).

Como exemplos desse tipo de conteúdo estão postagens em blogs, vídeos, página do Pinterest, postagens no Facebook etc. A Catullo Prime Meats tem um canal no YouTube com guias de instruções, tutoriais de culinária etc. A Darn Good Yarn publica receitas em seu mural do Facebook, apresenta dicas de remodelagem em sua página do Pinterest e mantém contato com os clientes mais jovens pelo Instagram.

Lembre-se de que o conteúdo não se limita apenas a redigir texto, ele pode ser quase tudo o que seus clientes acharão útil.

6.     Use as técnicas de análise do site

Um dos melhores aspectos do marketing digital é que ele é mensurável. Você pode medir o tráfego que chega ao seu site e ainda saber de onde ele vem, o que ele faz enquanto navega em seu site, por quanto tempo ele permanece, além de muitas outras informações.

Você também pode usar as ferramentas de monitoramento de análise do site para avaliar campanhas publicitárias, comprar posicionamentos de anúncio com eficiência etc. Como proprietário de empresa, a sua vantagem é que você pode medir o retorno sobre o investimento (ROI) do site e do marketing, usar o que aprendeu para aprimorar o desempenho e tomar decisões inteligentes sobre o que deve ou não ser mantido.

Ari Hoffman, proprietário e fundador da GOBIE H20, varejista de garrafas de água sustentáveis, usa o Google Analytics, que é amplamente considerado o padrão do setor. Na verdade, ele é tão adepto a essa ferramenta, que aconselha outras empresas a usá-la “como parte da sua vida”.

7.     Explore a pesquisa local on-line

Se a sua empresa depende de clientes locais, a pesquisa local on-line é um divisor de águas e, comparada às mídias segmentadas, como TV, rádio ou outdoors, ela pode apresentar um custo-benefício considerável. 

Basicamente, o marketing de pesquisa local on-line visa garantir que sua empresa seja incluída nos resultados dos mecanismos de busca em sua área geográfica. Por exemplo, se você tem uma empresa de limpeza de carpetes em São Paulo, o ideal é que sua empresa apareça quando alguém digitar “limpadores de carpete em São Paulo” no Google. Qualquer pessoa que faz esse tipo de pesquisa pode ser um cliente em potencial, portanto é conveniente que sua empresa seja representada.

Você pode fazer isso de duas maneiras básicas:

  • Otimização para mecanismo de busca (SEO, Search Engine Optimization) local, que envolve criar conteúdo em seu site de modo que ele segmente as palavras-chave.
  • Marketing para mecanismo de busca (SEM, Search Engine Marketing) local, que é a compra de palavras-chave de mecanismos de busca, como Google ou Bing.

Os dois recursos foram recentemente usados pelos ganhadores do Programa FedEx para Pequenas Empresas de 2013. Danny Catullo atribui cerca de 60% do seu negócio local a uma combinação de SEO e SEM. Ari Hoffman adotou o SEM para conquistar o enorme sucesso.

 8.     Não aceite "Não" como resposta

Quando Patrick Whaley da TITIN deu início à sua companha de marketing digital, sua primeira estratégia foi atingir um grande público. Usando o que aprendeu, ele conseguiu absorver uma inteligência de marketing inestimável, identificar as tendências do consumidor, reconhecer padrões de compra e descobrir o que era necessário para converter uma variedade de regiões demográficas em clientes.

“Se você limitar suas vendas logo no início, nunca saberá o verdadeiro potencial do seu mercado”, disse Patrick. “Meu conselho é que as empresas aproveitem qualquer oportunidade de venda.  Não tenha medo de errar e não desista se alguém lhe disser 'Não'. Você ficará surpreso com a quantidade de novos mercados que poderão surgir no seu caminho se enfrentar seu medo e seguir em frente.”

9.     O mundo digital é maior do que seu site

Se você acabou de iniciar seu marketing digital ou mesmo se estiver se preparando para reformular seu projeto existente, há uma tendência natural de apostar todas as suas fichas no site da sua empresa.

Porém, você precisa ter cuidado para não colocar todos os seus ovos digitais na mesma cesta on-line, segundo Danny Catullo. Em vez de gastar uma fortuna em um site chamativo, ele recorreu à Shopify, uma solução de e-commerce turn-key, para colocar o site em funcionamento. A um baixo custo mensal, ele conseguiu lançar o site rapidamente, sem grandes investimentos, e ainda recebe suporte contínuo.

As pequenas empresas também precisam se planejar a longo prazo, afirma Ari Hoffman. Até o site mais legal do mundo não terá um bom resultado de negócios se não se adaptar e evoluir. Ele recomenda separar 15% do seu investimento inicial para modificações futuras.