Destaque:<br> China

Em destaque:
China

Em destaque:
China

Nota: a informação facultada neste documento não constitui aconselhamento jurídico, fiscal, financeiro, contabilístico ou comercial, mas está concebida para facultar informações gerais às empresas e ao comércio. O conteúdo, a informação e os serviços descritos não substituem a obtenção de aconselhamento junto de um profissional competente, por exemplo, um advogado licenciado, sociedade jurídica, contabilista ou consultor financeiro.

Tem uma maior atividade de comércio eletrónico do que qualquer outra região do mundo e os seus consumidores gastam mais online do que os EUA e o Reino Unido juntos.1 Aqui, analisamos as enormes oportunidades que pode descobrir para o seu negócio de comércio eletrónico ao fazer expedições para a China.


Porquê a China?

Não só o mercado de comércio eletrónico chinês é o maior da Ásia, como também é o maior a nível global2 e está a crescer a alta velocidade.

64% – a quota prevista do comércio eletrónico face ao total de vendas retalhistas na China em 20233

560 milhões – o número de compradores digitais na China em 2018, que deverá aumentar para 634 milhões em 20202

50% – a quota das transações no comércio eletrónico global oriundo da China2

1,9 biliões de dólares – o montante previsto para as despesas de consumo no comércio eletrónico em 2019, três vezes mais do que nos EUA3


Comprar

Conhecer os consumidores online da China

Dada a grande concorrência no mercado de comércio eletrónico chinês, conhecer os hábitos e as preferências dos consumidores online pode ajudar a que se destaque. Eis o que necessita de saber antes de expedir para a China.

Adoram compras móveis…
55% dos consumidores chineses utilizam o telemóvel para as compras diárias e semanais, em comparação com a média global de 24%.4

O compromisso de marca face a retalhistas internacionais é alto…
80% dos consumidores chineses online afirmam estar comprometidos com marcas internacionais.5

A presença nas redes sociais é importante…
71% dos consumidores chineses gastam mais nas marcas com as quais têm uma interação positiva nas redes sociais.5

O que é que isto significa para o seu negócio?

Face ao número de consumidores chineses que fazem compras no telemóvel, assegure-se de que o seu site está otimizado para telemóveis. Ter canais sociais ativos também pode incentivar mais visitas aos sites, tal como responder rapidamente às perguntas dos clientes nas plataformas sociais pode incentivar os compradores a ver a sua marca de forma positiva.

Oferecer uma experiência de compras positiva

Ofereça aos clientes na China a experiência de compras online e entregas que eles esperam. Descobrimos o seguinte sobre os compradores online do país:

  • O preço dos produtos é o principal motor das compras de 71% dos compradores chineses, enquanto 31% apontam o tempo de entrega e as atualizações como os fatores mais influentes6
     
  • Os consumidores chineses têm grandes expetativas de velocidade, com 36% a esperarem a entrega no dia seguinte7
     
  • Os eWallets (os serviços online que permitem aos consumidores fazer pagamentos digitais e móveis) são a opção de pagamento favorita entre os compradores online da China – 71% utilizam esta forma de pagamento8

O que é que isto significa para o seu negócio?

Inclua entregas rápidas em todo o mundo para a Ásia nas suas opções de expedição e adicione carteiras digitais às suas opções de pagamento. Ao expedir para a China pode, também, querer oferecer aos clientes a possibilidade de serem notificados sobre o estado das respetivas entregas, que pode enviar por SMS e e-mail através da nossa solução FedEx® Delivery Manager.


Entrega

Alargar os seus negócios à China – o que tem de saber

Quando começa a receber encomendas dos consumidores chineses, há vários pontos a considerar para garantir que as encomendas para a China são entregues de forma tranquila e atempada.

A nova legislação chinesa relativa ao comércio eletrónico

Em 1 de janeiro 2019, entrou em vigor uma nova lei que regula melhor o setor do comércio eletrónico na China, com particular foco no combate à contrafação de mercadoria e à evasão fiscal. A lei também abrange os pagamentos eletrónicos, a proteção de dados e o comércio transfronteiriço.9

No seguimento da nova lei, os vendedores online – tanto na China como internacionalmente – podem ter de comprar licenças e pagar impostos. Mais informações disponíveis aqui.

Procedimentos e requisitos aduaneiros

A China tem regulamentos aduaneiros rigorosos e exige o preenchimento de vários documentos de expedição – incluindo a fatura comercial e a carta de porte aérea. Determinados produtos regulados também obrigam a uma marca de Certificação Obrigatória da China, que é a etiqueta de segurança e de qualidade do país.10 Pode saber mais sobre os procedimentos alfandegários da China aqui.

Em 2017, o governo chinês lançou o Regime de Integração de Desalfandegamento, cujo objetivo era harmonizar a legislação aduaneira e melhorar a eficiência alfandegária em todo o país. Também oferece às empresas maior controlo sobre as respetivas expedições, com a possibilidade de selecionarem o porto de desalfandegamento.11

Com o nosso leque de ferramentas de alfândega, pode preparar rapidamente os documentos essenciais para todas as encomendas para a China, procurar informação regulamentar importante e calcular direitos e taxas.

Também somos o primeiro operador a oferecer uma Solução de desalfandegamento de entrada B2C dedicada. Isto simplifica o desalfandegamento na China, chegando a permitir a libertação de determinadas expedições no mesmo dia e oferecendo a si e aos seus clientes uma experiência mais rápida e eficiente na alfândega. Também lhe dá maior controlo sobre os custos e elimina quaisquer taxas ocultas.

Bens proibidos e restritos

Determinados bens são proibidos na China – portanto assegure-se de que está familiarizado com estes regulamentos antes de efetuar vendas a clientes neste país. Os produtos rigorosamente regulados incluem: cosméticos, dispositivos médicos, vinho, brinquedos, artigos alimentados por baterias e maquinaria.

Pode encontrar todos os regulamentos chineses sobre os itens proibidos para importação e exportação aqui e obter mais informações sobre as expedições para a China com a FedEx aqui.

Obter uma licença ICP

As empresas que tenham um site de comércio eletrónico na China necessitam de uma licença de Provedor de Conteúdos para a Internet (ICP) emitida pelo governo Chinês.12 Existem dois tipos de licença: a Licença de Depósito de ICP e a licença comercial de ICP. As empresas de comércio eletrónico necessitam da segunda.

Embora possa vender produtos na China através de um site alojado no seu país, a licença ICP proporciona mais oportunidades. Por exemplo, tempos de resposta do site mais rápidos e maior visibilidade nas pesquisas.

Datas essenciais do comércio eletrónico na China

São várias as datas em que a atividade do comércio eletrónico aumenta consideravelmente na China. Por exemplo, no Dia dos Solteiros, que ocorre no mês de novembro. Em 2019, este evento viu as vendas online alcançarem um recorde de 38 mil milhões de dólares.13Outras datas incluem:

  • Ano Novo chinês, em fevereiro
     
  • Dia da Mulher, em março
     
  • Dia da Criança, em junho
     
  • Festival Qixi (a versão chinesa do Dia de S. Valentim)
     
  • Semana Dourada, em outubro (que inclui o Dia Nacional da China, outra importante dada do comércio eletrónico)

Nestas datas, preparar o seu negócio para um maior volume de vendas e oferecer descontos pode ser essencial para impulsionar as vendas.14 No entanto, os peritos sugerem que, para as empresas mais pequenas, com menos reservas monetárias, descontos modestos podem fazer mais sentido, aliados a ofertas gratuitas.

Expedir para a China com os peritos aduaneiros

Na FedEx, temos décadas de experiência a ajudar empresas a expedirem através das alfândegas da Ásia. Além disso, graças à nossa rápida e fiável rede, pode expedir para a China em prazos tão curtos como 2 dias e importar em 1 a 2 dias com os nossos serviços expresso de entrega de encomendas FedEx International Priority®. Para as expedições menos condicionadas pelo tempo, opte pelos nossos serviços FedEx International Economy®.*

Condutor FedEx

Principais sugestões para o sucesso

Localização do site

Localização do site: considere uma tradução profissional dos conteúdos do seu site, a atualização das imagens e a implementação de códigos QR (50% dos consumidores chineses digitalizam-nos semanalmente)15

Redes sociais

Redes sociais: além do Facebook e do Instagram, interaja com os consumidores no WeChat, a maior aplicação de mensagens da China com 1,1 mil milhões de utilizadores ativos mensalmente e com capacidades integradas de comércio eletrónico16

Plataformas multilaterais online

Plataformas multilaterais online: expedir para a China através de plataformas como a Alibaba e a JD.com pode ser mais simples do que lançar o seu próprio site – e o tráfego pode ser superior.

Normas de expedição

Normas de expedição: à medida que o país continua a introduzir novos regulamentos para o mercado de comércio eletrónico, assegure-se de que se mantém atualizado sobre tudo o que possa afetar as suas encomendas na China.

Agora que ficou a conhecer o básico para expandir os seus negócios na China, esperamos que tenha sucesso neste próspero mercado. Não se esqueça de verificar os nossos serviços e soluções, concebidos para ajudar a fazer crescer a sua atividade de comércio eletrónico na Ásia com facilidade.